Skip links
pena máxima no Brasil

Qual é a pena máxima no Brasil que alguém pode receber?

Share

Todos os dias vemos nos noticiários as pessoas sendo condenadas aos mais diversos tipos de penas. Assim, você já deve ter se perguntado qual é a pena máxima no Brasil que possui a maior pena em nosso ordenamento jurídico. Pois bem, nesse texto você irá descobrir.

Qual é a pena máxima no Brasil que alguém pode receber? A BARREIRA DOS 40 ANOS

Primeiramente, deve-se ter em vista que o legislador da década de 40, ao redigir o Código Penal atual, julgou ser prudente definir como patamar máximo de uma pena o limite de 30 anos. Aqui, é importante frisar que isso não significa que quem for condenado nessa quantia terá que ficar durante todo o período privado de sua liberdade – leia-se em regime fechado, mas tão somente significa que a pena de um crime, de maneira individualizada, não passa de 30 anos no Código Penal.

Não obstante a isso, cabe esclarecer que as penas podem passar de 30 anos, mas em virtude da circunstância que o crime ocorreu. Exemplificando: a pena máxima do homicídio qualificado, vamos que por motivo fútil – briga de bar –  é de 30 anos, no entanto, caso o acusado tenha praticado dois homicídios qualificados em uma mesma ocasião, esse sujeito terá ambas as penas de cada um desses atos somadas chegando a casa de 60 anos. A esse fenômeno descrito anteriormente chamamos de concurso material, todavia, há também sua modalidade formal. Nesse segundo caso, o indivíduo através de uma única atitude viola dois bens jurídicos; aqui, cabe o exemplo do sujeito que coloca uma bomba em um veículo escolar, posto que morrerão diversas crianças a partir de único ato. Na modalidade formal do concurso de crimes, a pena é aplicada de forma diferente, ao invés de fazer o cálculo em apartado de cada ato, pegue-se a pena de um e aumenta de ⅙ até ½ de maneira a corresponder ao dano causado; no caso descrito acima, poderia-se pegar a pena máxima do homicídio e somá-la pela metade considerando o número de crianças que perderam a vida.

Após a confusão desse ato, podemos chegar a uma conclusão: a pena máxima no Brasil pode chegar a um patamar inimaginável.  No entanto, independentemente dessa quantia, o MÁXIMO que o sujeito poderá ficar detido – privado de sua liberdade – será por 40 anos. Cabe esclarecer que não há impedimentos para que esse indivíduo, que tenha ficado todo tempo preso, volte a ser novamente detido e trancafiado caso cometa novos crimes.

A MAIOR PENA DA HISTÓRIA DO PAÍS

A pena máxima no Brasil que alguém foi condenado desde a proclamação da República foi de 278 anos, sendo o caso do médico Roger Abdelmassih. O sentenciado teria estuprado 40 mulheres, sendo aplicado o concurso material entre seus atos, de maneira a configurar essa quantia, ou seja, ele violou cada uma dessas vítimas de maneira individual no decorrer de 30 anos. No entanto, a sentença foi reformada em segunda instância, sendo que o Acórdão do Tribunal de Justiça de São Paulo redefiniu a pena a 184 anos de prisão. 

No entanto, por esses crimes terem ocorrido antes do Pacote Anti-crime, o qual alterou o patamar da pena privativa de liberdade a 40 anos, ao médico se aplicará o entendimento anterior. Tendo em vista isso, teria necessariamente que ficar detido por 30 anos de maneira a ser privado de sua liberdade. Atualmente, esse indivíduo se encontra detido em um hospital penitenciário por razões de saúde.

CONCLUSÃO: pena máxima no Brasil

A partir do presente texto pode-se descobrir que ninguém poderá ficar preso por mais de 40 anos. Além disso, pode descobrir qual foi a pena máxima no Brasil já aplicada no país. Precisando de ajuda entre em contato!