Skip links
Tipos de crime contra mulher no brasil Ademar criminalista em BH

Tipos de crime contra mulher

Share

A mulher pode ser vítima de diversos crimes em nossa sociedade. Neste texto, iremos expor aqueles que mais acabam sendo praticadas contra esse grupo, quais os tipos de crime contra mulher no Brasil.

Crime contra mulher

Os crimes mais comuns praticados contra mulheres são o feminicídio, a violência doméstica, o estupro e o assédio sexual. Essas formas de violência são perpetradas em diversos contextos, como no âmbito familiar, nas relações íntimas, no ambiente de trabalho, nas ruas e nas redes sociais.

O crime contra mulher de femincídio é o assassinato de mulheres pelo fato de serem mulheres. É um crime que reflete a desigualdade de gênero e o machismo presente na sociedade. Muitas vezes, as vítimas são mortas por seus parceiros ou ex-parceiros, após sofrerem violência doméstica. 

A violência doméstica não é um crime em si, mas um grupo de crimes que afetam as mulheres de todas as idades e classes sociais. Muitas vezes, ocorre de forma repetitiva e pode incluir agressões físicas, nesse caso, é nomeado de lesão corporal (caos seja um soco ou por algum objeto que seja capaz deixar alguma marca no corpo da vítima) ou vias de fato (caso seja um tapa). Quando a violência for sexual, poderá ser o caso do crime contra mulher de  estupro, ou de  importunação sexual.

 O estupro é um crime de natureza sexual, caracterizado pela violação da liberdade e da integridade sexual da vítima, sendo, em regra, um crime contra mulher,  consistindo no ato de buscar a prática da conjunção carnal com a vítima por meio de violência ou grave ameaça. Pode ocorrer tanto dentro de relacionamentos íntimos quanto em situações desconhecidas. As vítimas de estupro sofrem traumas físicos e psicológicos profundos, e muitas vezes enfrentam barreiras para denunciar o crime, como o medo de represálias, a culpa e a descrença por parte das autoridades. Entendo como o crime contra mulher mais cruel. 

Já o crime contra a mulher de importunação sexual como funciona?

Já o crime contra a mulher de importunação sexual consiste no ato de praticar em face de alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer seu próprio tesão ou de um terceiro. 

O assédio sexual é uma forma de violência que se manifesta por meio de gestos, palavras ou ações de cunho sexual, sem consentimento da vítima dentro do ambiente de trabalho. Além de causar desconforto, medo e constrangimento, o assédio sexual perpetua a objetificação do corpo feminino e desrespeita a autonomia e dignidade das mulheres. É um crime contra mulher que tende a ocorrer de forma velada.

Há também os crimes contra  a honra que podem ser praticados contra as mulheres, os quais têm um impacto significativo em sua reputação e bem-estar emocional.

Os crimes contra a honra praticados contra as mulheres incluem difamação, calúnia e injúria. A difamação ocorre quando alguém divulga informações falsas sobre uma pessoa, quando alguém  afirma, por exemplo, que uma esposa trai seu marido, com o objetivo de prejudicar sua reputação.

 A calúnia, por sua vez, é o ato de atribuir um crime a alguém. Nesse caso, se perfaz se um sujeito afirma que uma mulher foi responsável pela morte de seu marido. Já a injúria é o uso de palavras ou gestos ofensivos para menosprezar e desmoralizar alguém, aqui podemos simplificar com a ideia de adjetivação. Assim, quando se chama uma mulher de vagabunda, burra, idiota ou interesseira, pratica-se esse crime. É o crime contra mulher mais comum. 

E como esses crimes são cometidos?

Esses crimes podem ser cometidos tanto de forma presencial quanto online. Nas redes sociais, por exemplo, é comum encontrar casos de cyberbullying, em que mulheres são alvo de ataques difamatórios e ameaças que colocam em risco sua integridade emocional e até mesmo física.

 Uma das principais razões pelas quais as mulheres são alvos frequentes desses crimes é o machismo arraigado na sociedade. A cultura do estereótipo, do julgamento e da culpabilização da vítima contribui para a propagação dos crimes contra a honra. Muitas vezes, as vítimas são responsabilizadas pelo ocorrido, enquanto os agressores escapam impunes.

 Além disso, a violência de gênero pode ter consequências devastadoras para as mulheres que são vítimas desses crimes. A experiência de ser difamada, caluniada ou injuriada pode gerar danos psicológicos profundos, como ansiedade, depressão e baixa autoestima. Isso afeta não apenas a vida pessoal das vítimas, mas também pode prejudicar suas oportunidades profissionais e sociais.

 É importante lembrar que existem leis que protegem as vítimas de crimes contra a honra, inclusive no Brasil, como o Código Penal. No entanto, muitas vezes a falta de informação, o medo de retaliação ou a falta de recursos legais impedem que essas mulheres denunciem seus agressores. Para combater efetivamente os crimes contra a honra praticados contra as mulheres, é necessário que ela procure ajuda dos órgãos públicos, como o Polícia Civil e o Ministério Público, mas também seja acompanha de um bom advogado criminalista para garantir que o seu agressor será de fato punido.

Conclusão

Através deste texto você foi capaz de compreender melhor acerca dos crimes praticados contra a mulher. 

Caso tenha passado por alguma situação parecida com as narradas acima, entre em contato comigo, posso lhe auxiliar a enfrentar esse cenário.