Skip links
Qual a diferença entre furto e roubo? Advogado Criminalista em BH

Qual a diferença entre furto e roubo?

Share

Todos os dias somos bombardeados com conteúdos de temática criminal. Sempre aparece nos telejornais algum caso de roubo, furto, homicídio ou derivados que acaba nos chamando atenção. Por isso hoje vamos saber qual a diferença entre o furto e roubo. Vamos entender melhor:

O que é um Furto:

Para entender qual a diferença entre furto e roubo, necessariamente precisamos diferenciar esses dois crimes. 

Iniciamos com o furto. Esse delito consiste em tomar alguma coisa móvel de alguém sem que essa tome ciência ou que pelo menos em virtude da velocidade do ato nada possa fazer a respeito. Nesse sentido, fica fácil entender porque o furto é um dos crimes mais cometidos em nosso país. 

A diferença entre furto e roubo se dá até no âmbito da reprovação, afinal, se alguém toma em um supermercado alguns alimentos para que possa vir a ter algo para comer, isso não soa tão grave. Obviamente, é reprovável. Porém, o peso da fome às vezes é capaz de te levar a executar coisas inimagináveis. 

De toda forma, apesar do furto não deixar ninguém sequer preso na maior parte das vezes, quando ele é cometido apenas através dessa tomada de bem alheio móvel de forma clandestina, pode ser que o crime em questão seja agravado.

A pena inicial do furto é de 1 ano podendo chegar até a 4. Já do furto qualificado, pode variar de 2 a 8 anos. Inclusive, os qualificadores distintas também nos ajudam a entender qual a diferença entre furto e roubo. 

Pois bem, passando a essas causas que potencializam a pena, a primeira delas ocorre se o indivíduo para furtar acaba por romper obstáculo, ou seja, quando um sujeito destrói uma catraca para poder entrar em um banco para furtar o conteúdo dos caixas.

Além disso, qualifica-se de igual modo se o sujeito utiliza de abuso de confiança, fraude, escalada ou destreza para efetuar o ato. O crime também é qualificado se o sujeito age em concurso com outro colega ou grupo criminoso.

Interessa dizer que a pena também piora se o crime é cometido contra idoso ou se o cidadão furta um carro para revendê-lo em outro estado. Nesse caso, a pena passa a variar entre três a 8 anos.

Também se potencializa a pena do sujeito que vir a furtar semovente. O que é isso? Animais, no geral. Então se o cara furtar um cachorro, gato ou periquito, a pena dele passa a ser de  2 a 8 anos.

Por fim, caso o sujeito roube explosivos ou ferramentas que permitam sua criação, aí a coisa azeda de vez. A pena passa a variar entre 4 a 10 anos. 

O que caracteriza o Roubo?

Seguindo em nossa busca por descobrir qual a diferença entre furto e roubo, precisamos agora contemplar o outro crime. 

O roubo é um crime que implica violência. Ou seja, quando falarmos de roubo, a pessoa que foi vítima do ato sabe que um mal gravíssimo foi praticado contra ela de forma deixá-la impotente.

Definindo a coisa em si, o roubo consiste na subtração de coisa alheia, seja para uso próprio ou de terceiros, por meio de uma violência (agressão) ou grave ameaça, ou utilizando algum meio que reduza a resistência da vítima.

Buscando saber qual a diferença entre furto e roubo

Colocando os pingos nos is, ao buscar saber qual a diferença entre furto e roubo basta perceber que ela está justamente no fato de que um desses você tem a violência e no outro não. Suponhamos que eu pegue uma bicicleta na rua e a tome para mim. Nesse caso cometo o crime de furto. Agora, se ao ver um sujeito andando na bicicleta, eu o bata e exija que a entregue, aí cometo o crime de roubo. Creio que por esse exemplo tenha ficado ainda mais fácil entender qual a diferença entre o furto e roubo.

A pena do delito de roubo varia de 4 a 10 anos. Não o bastante, até as qualificadoras são mais sinistras por questões óbvias. 

A pena já é aumentada  de 1/3 (um terço) até metade se sujeito assalta em companhia; se a vítima for funcionária de serviço de transporte de valores (carro-forte); se o veículo roubado for levado para outro estado;  também caso o agente cometa o crime utilizando-se de arma branca (faca).

Agora, a pena aumenta-se em até 2/3 (um terço) se o individuo utilizar uma arma de fogo para cometer o crime. Também acrescenta a pena na mesma medida quando há destruição do obstáculo. 

Por fim, as qualificadoras finais do art. 157 do Código Penal, são as mais gravosas de todo o ordenamento jurídico. 

Assim, a pena pode variar entre 7 a 18 anos caso em virtude do roubo a vítima venha a sofrer alguma lesão corporal grave. Exemplo, em virtude do assalto, uma moça toma um tiro nas costas e se torna paraplégica.

Noutro giro, mas ainda mais gravosa, aparece a pena daquele que comete um roubo seguido de morte. A esse crime, inclusive, damos um nome próprio, no caso, latrocínio. Aqui, a pena de quem cometer essa atrocidade irá variar entre 20 a 30 anos.

Conclusão

Creio que após esse texto tenha ficado bem clara qual a diferença entre o furto e roubo, não é verdade? Se gostou do conteúdo, fique à vontade para explorar nosso blog e compreender ainda mais a matéria criminal. E, caso queira conhecer a vida deste advogado, basta procurar Ademar criminalista em suas redes sociais que me encontrará. Entre em contato para mais informações.