Skip links
estelionato contra idoso em ademar criminalista em bh

Estelionato contra idoso como funciona?

Share

O estelionato contra idoso é uma grave ameaça ao patrimônio daqueles que são vítimas desse crime. Nele, o autor obtém vantagens ilícitas por meio de armadilhas e enganações.  Quando direcionado a um grupo especialmente vulnerável, como os idosos, o estelionato adquire uma gravidade ainda maior. O envelhecimento da população torna essa parcela da sociedade mais vulnerável e suscetível a práticas fraudulentas, evidenciando a necessidade de proteção legal específica.

Como funciona o estelionato contra idoso?

O estelionato contra idoso, também traz consequências devastadoras sobre a vida financeira e emocional dos mais velhos. Ao compreender a gravidade dessas situações, o legislativo optou por aumentar as penas desse crime, visando a prevenção para resguardar essa parcela vulnerável da população.

O Estelionato é um crime previsto no Art. 171 do Código Penal Brasileiro. Trata-se de um crime contra o patrimônio de alguém, em que o criminoso obtém vantagem ilícita, geralmente financeira, por meio de artifícios, fraudes ou enganos em desfavor da vítima. Nele, pratica-se uma forma de fraude em que o autor busca enganar a vítima para que está entregue dinheiro, bens ou outros valores de forma voluntária, acreditando em informações falsas inventadas propositalmente.

E como ocorre este crime?

O estelionato pode ocorrer de diversas maneiras, como falsificação de documentos, uso de informações falsas, simulações, entre outros métodos. O Código Penal tipifica o estelionato simples como crime contra o patrimônio, prevendo pena de reclusão de 1 a 5 anos, além de multa, para quem o pratica. Entretanto, em alguns casos, essa pena pode aumentar.

O CP prevê penas maiores sobre o estelionato nos casos em que envolver violência ou grave ameaça, através da utilização de meios de comunicação ou de informática, quando for feito em conjunto com outro crime, ou quando praticado contra idoso ou vulnerável. O estelionato contra idoso é uma especificação do crime de estelionato em que a vítima é uma pessoa idosa, ou seja, alguém com idade acima de 60 anos. Essa modalidade está prevista no §4º do Art 171 do CP e nesse caso, a pena aumenta-se de 1/3 (um terço) ao dobro.

Isso acontece porque o legislativo considera a relevância do resultado gravoso nesses casos. Afinal, nesse contexto, os criminosos visam explorar a vulnerabilidade, a ingenuidade ou a fragilidade física, ou mental dos idosos para obter as vantagens ilícitas. As práticas de estelionato contra idoso podem assumir várias formas, incluindo golpes por telefone, fraudes financeiras, manipulação emocional, entre outras. Alguns exemplos incluem falsas ofertas de investimento, cobranças indevidas, vendas fraudulentas, ou mesmo apropriação indébita de recursos financeiros por meio de enganos.

E quais as consequências do estelionato contra idoso?

As consequências do estelionato contra idoso são significativas e vão além do impacto financeiro. Muitas vezes, os idosos são alvos devido à sua confiança e falta de familiaridade com certas práticas fraudulentas, o que pode levar a danos emocionais, perda de economias de vida e, em alguns casos, comprometimento da qualidade de vida.

O poder legislativo entendeu como necessário o endurecimento da pena do estelionato contra idoso por conta do grande número de casos desse tipo que estavam e ainda estão acontecendo. Muitos criminosos usam a vulnerabilidade e fragilidade dos idosos, que muitas vezes não são amparados por outras pessoas em sua gestão financeira, para poder se aproveitar e enganar os mais velhos.

A consequência do estelionato com os idosos também é considerada mais gravosa. Muitas vezes, por conta da vulnerabilidade, os idosos vítimas de estelionato perdem grande parte de suas finanças, o que os levam a prejuízos avassaladores e a um final de vida de miséria. Além disso, traz também danos psicológicos. O estelionato contra idoso pode trazer medo, insegurança, tristeza, culpa, ansiedade e depressão à vítima.

E como funciona a pena estelionato contra idoso?

O aumento das penas para o estelionato contra idosos reflete a compreensão do legislativo sobre a gravidade desses casos, considerando não apenas o impacto financeiro, mas também os danos emocionais significativos causados às vítimas. O estelionato contra idoso pode interferir na qualidade de vida e no bem-estar emocional daqueles que forem vítimas.

Dessa forma, o estelionato contra idoso é o crime previsto no Código Penal em que umas pessoas com mais de 60 anos é vítima de enganação e o autor obtém vantagem ilícita. Por entender as graves consequências desse crime quando praticado contra idosos e também por enxergar a vulnerabilidade dessas pessoas, o legislativo aumentou a pena para o estelionato quando cometido contra alguém com mais de 60 anos. Para proteger os idosos do estelionato, é importante conscientizar a população sobre o crime e ensinar as pessoas a identificar os golpes mais comuns. Além disso, é importante que os idosos estejam atentos e não forneçam dados pessoais ou financeiros a pessoas desconhecidas. O endurecimento da legislação busca prevenir e punir com maior rigor os criminosos que exploram a vulnerabilidade dos idosos, reconhecendo as sérias consequências que esse tipo de estelionato pode acarretar, indo além do aspecto financeiro, afetando profundamente o emocional desses indivíduos.

Curtiu esse conteúdo? Sinta-se convidado para explorar o nosso blog. Garanto que os outros posts também irão lhe agradar. Precisa de auxílio por estar passando por alguma situação semelhante? Chame-me no WhatsApp para que possamos marcar uma reunião aqui no escritório.