Skip links
é verdade ou não que Bolsonaro genocida, bolsonaro condenado

É ou não? Bolsonaro genocida, bolsonaro condenado?

Share

Será Bolsonaro genocida, Bolsonaro condenado? A resposta é simples não. Agora vamos descobrir o porquê?!

Bolsonaro genocida, Bolsonaro condenado.

Esse termo será repetido várias vezes aqui, a razão?! Durante o auge pandêmico era esse o  cântico voltado ao ex-Presidente da República por parte de representantes da esquerda no espectro político. 

Agora para entender se Bolsonaro é genocida ou não é necessário tomar noção do que é propriamente o crime de genocídio e, para mais, entender o que é dolo. Pois bem, prevê a Lei 2889 que o crime de genocídio consiste em destruir, no todo ou em parte, grupo nacional, étnico, racial ou religioso, como tal:  a) matar membros do grupo; b) causar lesão grave à integridade física ou mental de membros do grupo; c) submeter intencionalmente o grupo a condições de existência capazes de ocasionar-lhe a destruição física total ou parcial; d) adotar medidas destinadas a impedir os nascimentos no seio do grupo; e) efetuar a transferência forçada de crianças do grupo para outro grupo.

A lei que instituiu tal crime para nós veio logo após a ocorrência da Segunda Guerra Mundial. Facilmente perceptível que o holocausto, isto é, o extermínio de judeus por Adolf Hitler foi a causa principal para fabricação de tal lei. Após a humanidade testemunhas os males que ascenderam contra tal povo, tornou-se necessário se adotar medidas para que aquele terror nunca mais voltasse a ocorrer. Para se ter ideia do tamanho estrago promovido pelo ditador alemão, a população do Estado de Israel atualmente é de 6 milhões de pessoas, esse é o mesmo número de judeus mortos em campos de concentração. Para se ter ideia, 6 milhões de mortos é um número superior a população atual do Uruguai, Dinamarca e da Croácia. 

Qualquer indivíduo são é capaz de se comover com a dor do povo judeu durante a grande guerra. Até por isso, durante as tentativas de se desfazer as lavagens cerebrais promovidas pelo partido nazista na mente dos alemães, comumente eram exibidas imagens de campos de concentrações, para que aquelas pessoas se comovessem com a dor encontrada em tais lugares. 

Ora, agora analisemos friamente, é correto gritar “Bolsonaro genocida, Bolsonaro condenado”? Não. Por que ainda que Bolsonaro possa não ter gerido a situação pandêmica da forma correta, tal cenário se distancia e muito de um anseio pela morte de todos os brasileiros. Inclusive, cabe um detalhe. Percebe-se pela redação do crime que tive o trabalho de transcrever acima que para a ocorrência do genocídio é necessário que os atos do carrasco sejam voltados a grupo específico. 

Caso Bolsonaro não exercesse bem seu papel como presidente, isso não afetava a um grupo, afetava a toda a população, sendo que, obviamente, não iria querer Bolsonaro destruir toda a nação brasileira, matando inclusive eleitores. 

Quando não concordamos com a atitude de alguém é natural que apelidamos aquele sujeito com algum termo deplorável. Ocorre que isso é crime e pode levar você a ter que pagar uma baita indenização. Chamar alguém de estuprador ou assassino sem que a pessoa seja condenada por tais condutas é algo terrível e pode trazer consequências incalculáveis. 

Por isso, antes de gritar “Bolsonaro genocida, bolsonaro condenado” atente-se ao que é o crime de genocídio. 

No entanto, como mencionei no início do texto para além de saber o que é o referido crime é interessante que você tenha noção do que significa dolo. Dolo, vem de um termo latino utilizado para denominar o punhal. O dolo é um elemento subjetivo, ou seja internalizado no sujeito, que auxilia na constituição do crime. Para que alguém haja dolosamente é necessário que a pessoa com vontade e conscientemente haja para cometer o crime.  

Para que alguém seja condenado por algum crime no país é necessário que haja ou dolo, ou culpa. A culpa consiste na ação eivada de negligência, imprudência ou imperícia. Porém, cabe um adendo, para alguém seja condenado por culpa é necessário haver essa possibilidade no Código Penal. Assim, alguém pode machucar outra pessoa, causar lesão corporal, de forma culposa, de outro modo, não se pode estuprar alguém culposamente. Está claro? No crime de genocídio não existe a modalidade culposa, ou sjea, a pessoa somente pode ser condenada se tiver agido dolosamente. 

Ocorre que porque conscientemente Bolsonaro iria buscar propagar a pandemia sendo que isso também vitimava o seu eleitorado?

CONCLUSÃO

Após terminar essa leitura você passa a compreender que cantar “Bolsonaro genocida, Bolsonaro condenado, Bolsonaro genocida, Bolsonaro condenado” é errado. Não só isso, acaba descobrindo o que é o crime de genocídio e o que leva a alguém a ser condenado por tal conduta. Agora, nos próximos eventos da família, quando esse assunto vir à tona poderá agir como se fosse um especialista. Pode explicar que esse cântico “Bolsonaro genocida, Bolsonaro condenado” é idiota e propaga uma ideia falsa.

Curtiu esse conteúdo? Sinta-se convidado para explorar o nosso blog. Garanto que os outros posts também irão lhe agradar. Precisa de auxílio por estar passando por alguma situação semelhante as retratadas acima? Chame-me no Whatsapp para que possamos marcar um reunião aqui no escritório.