Skip links
Alienação parental como provar Advogado Ademar criminalista em BH

Alienação parental como provar? É crime?

Share

Você mesmo já deve ter ouvido uma troca de acusações entre genitores em que um afirma que o outro aliena o filho. Infelizmente, é algo comum? Mas, afinal o que é  e quanto a alienação parental como provar?

Mas afinal, alienação parental o que é?

A alienação parental é o processo de interferência na formação psíquica da criança ou adolescente promovida por algum de seus parentes de forma a prejudicar a imagem que esse infante tem de alguém ao seu redor.

Quanto a alienação parental como provar que acontece bastante? Basta ter em mente a seguinte história, um casal se apaixona, no entanto por uma série de problemas optam por separar e  aquele sentimento incondicional de amor se transforma em um ódio incalculável. Sendo assim, as partes começam a se ofender, a buscarem se prejudicar e isso acaba afetando os herdeiros daquela relação, nesse caso ocorre uma alienação. 

Convenhamos, é muito difícil para uma criança lidar com a separação de seus pais, pior ainda é quando tem que ouvir um criticar o outro constantemente. No entanto, visando garantir o melhor desenvolvimento para a nossa juventude, fora a criada a Lei 13.431 que define a forma como menores de idade devem testemunhar e além disso solucionar, ao menos de forma parcial, a questão da alienação parental. 

No artigo 4º do referido dispositivo legal é que a alienação parental se trata de uma violência psicológica, por isso devendo ser combatida. Ademais,  no decorrer dessa lei é elucidado à alienação parental como provar a sua ocorrência e também quais serão as punições para quem pratique.

Exemplos de alienação parental

  1. Induzir a criança a discutir com o outro genitor.
  2. Ensinar inverdades acerca do outro genitor para a criança 
  3. Dar presentes para a criança caso ele desrespeite o seu pai ou mãe
  4. Distorcer acontecimentos para que o infante crie um sentimento de repulsa em face de seu genitor ou genitora. 
  5. Impedir que a criança tenha acesso a seu outro genitor.

Esses exemplos que trouxe é apenas uma pequena gama dos atos que um genitor pode fazer utilizando o seu filho para prejudicar o outro. No entanto, na vida cotidiana, há uma série de atos que são de alienação parental como provar que é um pouco mais difícil. 

Alienação parental como provar?

Primeiramente, deve-se ter em mente que não existe uma única forma de provar a ocorrência da alienação parental. Na verdade, há diversos sinais que serão percebidos pelo genitor que está sendo prejudicado e poderão ser repassados às autoridades competentes. 

É importante que você observe atentamente a forma que seu filho está agindo. Ele te pedia benção com frequência e parou de fazer? Gostava de lhe encher de abraços e beijos e não faz mais? O questione o porquê disso, se você fez algo que ele talvez não tenha gostado ou se alguém pediu para que parasse. Feito isso, talvez a criança dê uma brecha que está sendo vítima de alienação parental como provar o ocorrido.

Cumprido esse primeiro passo, busque se comunicar com os outros parentes de seu filho ou com a genitora ou genitor de algum de seus colegas de creche ou colégio. As crianças são muito sinceras e extrovertidas, sendo que muitas vezes por isso, acabam deixando escapar informações acerca do ambiente doméstico que podem ser muito úteis. Assim, caso o seu filho tenha contado para um amigo que a mãe lhe diz que o pai é mau,  e essa criança tenha repassado essa história a sua genitora, temos o nascimento de uma grande testemunha em potencial, a qual deverá ser convocada a falar em juízo. 

A prosseguir, constatando de forma parcial que o seu filho foi vítima, deve pensar “ alienação parental como provar de forma robusta que ocorreu”?. A melhor maneira de comprovar que houve um fato danoso à imagem do pai ou da mãe é a elaboração de um relatório psicológico daquela criança. Diante da psicóloga a criança será instigada a contar tudo de ruim que tem acontecido em sua vida e a partir daí a profissional irá elaborar um documento detalhando o seu entendimento acerca do quadro daquele paciente, o que muitas vezes é o suficiente para convencer o juiz que a criança está sendo vítima de alienação.

Por fim, também é essencial que busque um advogado de confiança para que oriente de forma adequada na obtenção de cada uma dessas provas.

Conclusão

Apesar de ser um advogado criminalista, muitas vezes me deparo com meus clientes sendo acusados injustamente pelas mães ou pais de seus filhos por coisas que não cometeram. Ou seja, trata-se somente de uma vingança privada. Até por isso, achei interessante escrever este texto, explicando a você o que é a alienação parental como provar que ela ocorre e as formas que ela se manifesta. Entre em contato e obtenha ajuda!